conteúdos
links
tags
Campus
Para formação intensiva de três semanas
Universidade de Aveiro recebe grupos de docentes brasileiros de matemática e química
Formandos brasileiros de matemática
A Universidade de Aveiro (UA) recebe mais dois grupos de professores brasileiros para cursos de formação intensiva. Dia 29 de janeiro chegaram 25 docentes de matemática e dia 3 de fevereiro a UA recebe um grupo de química. A vinda destes grupos insere-se no "Programa de Formação de Professores de Nível Avançado" da Fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES).

Para a UA estas formações têm como objetivo contribuir para o fortalecimento das relações bilaterais de cooperação com a CAPES e criar redes de professores nos dois países que possam resultar, mais tarde, no desenvolvimento de projetos educativos internacionais.

Relativamente aos docentes brasileiros, pretende-se valorizar a sua formação em termos científicos e pedagógicos; proporcionar uma experiência profissional noutro país; estimular o uso de tecnologias educativas na construção de estratégias didático-pedagógicas inovadoras; promover a troca de experiências entre professores brasileiros e portugueses e possibilitar a elaboração de projetos educacionais a serem desenvolvidos entre os participantes dos programas fomentados pela Capes.

Além da UA apenas a Universidade do Porto foi escolhida em Portugal para ministrar estas formações intensivas. 

O projeto é totalmente financiado pela agência CAPES, que assume os custos com viagens, alojamento e propinas dos formandos.  

Recorde-se que estes são já os terceiros e quartos grupos de professores brasileiros que a UA recebe para formações intensivas, depois de dois grupos de docentes de Física e Educação, que terminaram as suas formações a 24 e 27 de janeiro, respetivamente, tendo já regressado ao Brasil.

A formação em matemática, organizada pelo Departamento de Matemática, vai ter uma duração total de 80 horas distribuídas por sete módulos: Geometria; Probabilidades e Estatística; Teoria de Números e Criptografia; Matemática Discreta; Circo Matemático (Magia Matemática); Resolução de Problemas e História da Matemática.

Na sua generalidade as aulas terão uma componente teórica de natureza expositiva, da responsabilidade do professor, e uma componente teórico-prática ou simplesmente prática onde serão resolvidos exercícios e mini-projetos de aplicação dos resultados e técnicas lecionados.

De entre o programa destaca-se o módulo de Circo Matemático com duas partes: a primeira constituída por um espetáculo de “magia matemática” realizado por professores do Departamento de Matemática; a segunda constituída por uma explicação de todos os truques realizados permitindo assim aos formandos a reprodução deste tipo de espetáculo nas escolas onde trabalham.

Os docentes da UA vão também privilegiar o uso de novas tecnologias na resolução dos problemas, tanto de calculadoras gráficas como software de acesso gratuito ou generalizado, como é o caso do SPSS, Excel ou do Geogebra.

Os professores da UA envolvidos no curso de matemática são: Ana Maria Breda; Andreia Hall; António João D’Azevedo; Evgeny Lakshtanov; Helmuth Malonek; Nélia Silva; Paula Carvalho; Paula Rama; Paulo Almeida; Rui Duarte e Tatiana Tchemisova.

O programa de formação inclui ainda uma componente cultural e lúdica, a desenvolver nos fins de semana.

imprimir
tags
veja também
 
outras notícias