conteúdos
links
tags
Investigação
Projeto visava reduzir custos e otimizar frotas da empresa
TEMA cria plataforma de gestão e controlo de rotas para a Lacticoop
Plataforma Lacticoop
O grupo de Tecnologias de Transportes do Centro de Tecnologia Mecânica e Automação (TEMA) do Departamento de Engenharia Mecânica (DEM) da Universidade de Aveiro (UA) desenvolveu uma plataforma de gestão e controlo de rotas e consumos de combustíveis para a Lacticoop - União de Cooperativas de entre Douro e Mondego. A criação desta ferramenta surgiu de um contacto da empresa, que pretendia reduzir os custos e otimizar a sua frota. A apresentação da plataforma decorreu no dia 11 de outubro.

Esta plataforma de gestão e controlo de rotas e consumos de combustíveis consiste numa aplicação numérica desenvolvida especificamente para a Lacticoop. “De uma forma simples e num interface atraente, a empresa pode simular a melhor rota para um determinado objetivo de recolha do produto, podendo implementar diferentes cenários, com diferentes camiões, tipos de via a considerar, etc.”, explicou uma das investigadoras responsáveis pelo projeto, Margarida Coelho.

Focada em potenciar o "negócio do leite", nomeadamente na qualidade de recolha de leite, a empresa, sediada na Tocha, tem como objetivo o crescimento do volume de recolha e racionalização dos custos de gestão. Foi como esse objetivo que os seus responsáveis contactaram o grupo de Tecnologias de Transportes do TEMA.

A ferramenta desenvolvida foi apresentada aos representantes da Lacticoop no passado dia 11 de outubro, “que se mostraram bastante satisfeitos com as suas potencialidades”, afirmou a investigadora.

Este é um projeto de cooperação com a sociedade e, mais concretamente, com o tecido empresarial da região, que permitiu a implementação prática das metodologias de investigação que têm vindo a ser desenvolvidas no TEMA e que teve como coordenadores Margarida Coelho e José Grácio. Participaram ainda no projeto José Paulo Santos, Tânia Fontes, Miguel Castanheira, Sérgio Pereira e Jorge Bandeira, todos do Departamento de Engenharia Mecânica/TEMA da UA.

Mas para além de este projeto ter permitido a aplicação na indústria de uma tecnologia desenvolvida em contexto académico, enquadra-se também na situação económica nacional atual, “em que a redução de custos é uma necessidade premente e em que a parceria UA-empresas pode ser uma mais valia para esse objetivo”, frisou Margarida Coelho.

imprimir
tags
veja também
 
outras notícias