conteúdos
links
tags
Distinções
Luís Clemente, jovem maestro
Doutorando da UA na final do Concurso de Direção de Orquestra Sinfónica do Mar Negro
Luís Clemente na final do Concurso de Direção de Orquestra Sinfónica do Mar Negro
Luís Clemente é um dos 15 eleitos para a final do Concurso Internacional de Direção de Orquestra Sinfónica do Mar Negro, em Constanta (Roménia) que vai decorrer nos próximos dias 16 a 21 de setembro. Licenciado e Mestre em Direção de Orquestra, Luís Clemente é atualmente doutorando em Direção de Orquestra Sinfónica no Departamento de Comunicação e Arte (DeCA) da Universidade de Aveiro. O concurso, um dos mais prestigiantes organizados na Europa, organizado pela Ópera Nacional de Constanta, é uma referência a nível internacional e teve mais de 400 candidaturas.

“Estar na final deste importante concurso é, antes de mais, uma oportunidade para aprender”, reconhece Luís Clemente. A interação com maestros dos quatro cantos do mundo é para o jovem maestro “uma oportunidade única para observar e partilhar experiências”. Por outro lado, “a participação num concurso desta envergadura coloca-nos, inevitavelmente, à prova, nomeadamente no domínio pessoal”. Assim, refere, “é nestas alturas que o nosso método de estudo, a nossa preparação técnica e humana é – digamos – escrutinada”.

O repertório atribuído, no concurso, ao maestro português foi a 4ª Sinfonia de Tchaikovsky, a 8ª de Dvorak e a 7ª de Beethoven.

Luís Clemente lembra que desenvolve o seu estudo e trabalho com “tranquilidade e paciência” ao longo dos anos. “Vou aprendendo enquanto aluno e enquanto professor”, lembra. No âmbito do Doutoramento que está a desenvolver na UA, nomeadamente no passado ano letivo de 2012/2013, Luís Clemente sublinha a “sorte” que teve por poder aprender com o maestro Ernst Schelle e também o privilégio, “graças ao professor António Vassalo Lourenço”,  de poder dirigir ao longo do ano a Orquestra de Cordas do DeCA e a Filarmonia das Beiras. “Aprendemos imenso com a perspetiva dos músicos. No seguimento desse trabalho e do meu próprio percurso profissional, ser nomeado a participar num concurso desta envergadura permite continuar a sonhar com a ‘oportunidade’ profissional”, desvenda.

Em 2011 Luís Clemente foi maestro assistente da EYWO (European Youth Wind Orchestra) e em 2012 foi vencedor do Concurso Internacional de Direção de Orquestra em Budapeste (Hungria). Neste ano de 2013 o jovem maestro já dirigiu, entre outras, a Filarmonia das Beiras, a Orquestra de Cordas do DeCA e a SHen Yun Symphony Orchestra (Nova Iorque). No próximo dia 8 de novembro, Luís Clemente vai a dirigir a Orquestra do Royal Northern College of Music (RNCM) em Manchester.

Atualmente, o estudante da UA é maestro da Banda da Covilhã e da Banda Sinfónica da Covilhã, sendo ainda maestro freelancer e diretor do CEDOS (Centro de Estudos de Direção de Orquestra de Sopros). Luís Clemente é ainda o diretor artístico e maestro do EnOS Estágio Nacional de Orquestra de Sopros que, desde 2007, todos os anos se organiza em Portel, no concelho de Évora.

imprimir
tags
evento relacionado
 
outras notícias