conteúdos
links
tags
Campus
No dia 21 de Julho, na Sala Sousa Pinto
Números Primos, Criptografia, Literacia e Estatística na Academia de Verão
No dia 21 de Julho, pelas 15h30, o Departamento de Matemática recebe o Prof. António Machiavelo, da Faculdade de Ciências do Porto, para proferir uma palestra sobre Números Primos e Criptografia. Às 16h15, o Prof. Manuel Scotto, do Departamento de Matemática da UA, fala sobre «Literacia e Estatística». A iniciativa integra o programa científico da Academia de Verão 2010.

O prof. António Machiavelo vai falar de números perfeitos, números primos e de como um problema com pelo menos dois milénios e meio de existência, e ainda em aberto, levou à descoberta de resultados que são hoje usados para garantir a segurança de muita da informação confidencial que circula na internet.

 

Será ainda explicado como a criptografia moderna permite fazer coisas que parecem impossíveis, como permitir assinar documentos digitais, de uma forma completamente segura, envolvendo pessoas que nunca se chegam a encontrar! 

 

António Machiavelo é licenciado em Matemática Pura pela Faculdade de Ciências do Porto e doutorado em Matemática pela Universidade de Cornell (EUA), tendo-se especializado na área da Teoria Algébrica dos Números. É docente do departamento de Matemática da Faculdade de Ciências do Porto e membro do Centro de Matemática da Universidade do Porto. Trabalha em Criptografia e Teoria dos Números, tendo também fortes interesses em História e Filosofia da Matemática.

 

Dedica também algum do seu tempo à divulgação da Matemática, sendo editor da secção de matemática recreativa do boletim da SPM e responsável pela rubrica «Apanhados na Rede» da Gazeta de Matemática. Deu já mais de 100 palestras de divulgação da Matemática, 61 das quais em 35 escolas distintas do ensino básico e secundário.

 

 

O que é que será que têm em comum a Estatística e o treinador da selecção nacional de futebol Carlos Queiroz é a pergunta a que o Prof. Prof. Doutor Manuel Scotto.

 

Existe a ideia que, para fazer Estatística é necessário unicamente ter algumas noções básicas de análise de dados, probabilidades e inferência. A prática mostra, no entanto, que “produzir” Estatística de qualidade não é assim tão simples. O objectivo desta palestra é ilustrar através de exemplos o bom uso (e por vezes o abuso!) que se faz da aplicação da Estatística para proceder à interpretação e análise, de dados ligados às ciências sociais, à medicina e a ciência, em geral.

 

 

imprimir