conteúdos
links
tags
Conferências
Atlas Conferences na sexta-feira, dia 31 de maio, às 16h30, no Anfiteatro João Branco
"Sons do Império, Vozes do Cipale. Canções populares tucokwe gravadas pela Diamang / Museu do Dundo em 1950 na Lunda" com Cristina Sá Valentim
Cristina Sá Valentim, investigadora no Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md) e no Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA), é a convidada desta edição das conferências AtlaS Conferences, realizadas no âmbito do projeto de investigação AtlaS - Atlântico Sensível (INET-md/UA). O evento decorre no dia 31 de maio, às 16h30, no Anfiteatro João Branco (DeCA).

Na Lunda, entre finais de 1949 e 1960, foram selecionadas e gravadas em disco e em fita magnética várias canções populares angolanas interpretadas por trabalhadores e trabalhadoras, ou seus familiares, no âmbito da designada Missão de Recolha de Folclore Musical organizada pela Companhia de Diamantes de Angola – Diamang. Com o apoio do Museu do Dundo, criado também pela empresa diamantífera, parte dessas canções passaram a circular entre a colónia e a metrópole, e entre África, América e Europa como coleções musicais do Folclore Musical de Angola. Foram divulgadas a nível nacional e internacional através de exposições, concertos/recitais, conferências, estudos musicológicos, programas na rádio e notícias na imprensa e na televisão. 

Nesta apresentação, procura-se mostrar de que formas as canções, idealizadas pela “Missão de Recolha” como a-históricas, puras, pristinas, “autênticas”, participaram no sistema colonial português, extractivista e capitalista, como parte integrante e ativa do mesmo, sinalizando quer as apropriações do Estado português e da Diamang, quer as experiências e significados africanos associados a essas canções, em particular às de origem Cokwe coletadas na década de 1950 e que retratam experiências em redor do trabalho contratado (cipale). Sugere-se que parte dessas canções gravadas, e o processo de folclorização de que foram alvo, serviram tanto propósitos de dominação colonial como responderam a vários interesses das comunidades africanas. Essas canções não só funcionaram como ferramentas complexas de dominação colonial úteis ao projeto colonial português, como também foram instrumentos de expressão cultural autónoma e, até, de resistência ao poder colonial, para os/as africanos/as.

Cristina Sá Valentim, antropóloga e doutorada em Pós-colonialismos e Cidadania Global no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra. Na sua tese de doutoramento estudou as relações coloniais de dominação e de resistência a partir de práticas que tiveram como denominador comum a música africana e o trabalho forçado no nordeste angolano. Analisou a constituição do designado Folclore Musical Indígena organizado entre 1940 e 1970 pela ex-Companhia de Diamantes de Angola, Diamang, no nordeste de Angola, bem como as experiências coloniais angolanas a partir de canções do povo Cokwe gravadas em 1950 na Lunda pela Missão de Recolha de Folclore Musical da Diamang / Museu do Dundo. Nesse âmbito realizou uma etnografia através de trabalho de campo em Portugal e em Angola, pesquisando em fontes de arquivo e de história oral. É responsável pela gestão do website Diamang Digital (www.diamangdigital.net). É investigadora no Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md) e no Centro em Rede de Investigação em Antropologia (CRIA).

Com início em junho de 2018, e a decorrer durante 3 anos, o projeto de investigação AtlaS: Atlântico Sensível - Memória e mediação das práticas e dos instrumentos musicais na circulação entre comunidades interligadas procura estudar práticas musicais, agentes e instrumentos que circulam no corredor atlântico entre Portugal e Brasil. O AtlaS é um projeto elaborado pelo Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança, polo de Aveiro, co-financiado pela União Europeia, através do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, na sua componente FEDER, e por fundos nacionais, através da Fundação para a Ciência e Tecnologia.

imprimir
tags
ficheiros associados
evento relacionado
 
outras notícias