conteúdos
links
tags
Conferências
Seminário decorre no Hotel do Caramulo, a 23 de fevereiro
Projeto “Agricultura Lusitana” abordado em seminário no Caramulo
Seminário
O projeto “Agricultura Lusitana”, parceria com ADXTUR que envolveu estudantes da Universidade de Aveiro (UA), vai ser abordado no seminário "Caramulo e Patrimónios: caminhos e desafios para um desenvolvimento sustentável", a 23 de fevereiro, no Hotel do Caramulo. O painel onde o projeto será abordado está a ser organizado por Nuno Dias, professor do Departamento de Comunicação e Arte da UA, e apresentado por Daniela Lopes; intitula-se: “Valorizar a identidade dos territórios através do contributo do Design: o exemplo das Aldeias do Xisto”.

A trilogia “Água Musa”, “L4Craft” e “Agricultura Lusitana”, projetos que o designer João Nunes, professor do Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro, idealizou e coordenou com Rui Simão (ADXTUR), dá-nos conta do potencial da disciplina do design quando esta se articula com a gestão num desígnio partilhado. 

Celebrado pela sociedade industrial, o design e o seu ensino é praticamente sempre pensado através de uma ideia de urbanidade. Mas, e nos meios rurais; nas quintas e aldeias? Outrora desertadas e esquecidas, quantas aldeias de pedra e os seus campos, poderão hoje despertar novos imaginários e desejos? Estaremos hoje a assistir ao surgimento de uma nova geração de amantes da natureza, muito mais expressiva, em Portugal e no mundo? Qual o papel para o design e seu ensino no planeamento e atuação projetual em territórios onde montanhas entrecortam vales com aldeias, minifúndios, agro-florestas e rios? 

Este painel propõe-se refletir sobre estas e outras questões a partir do exemplo das Aldeias do Xisto. A designer Daniela Lopes, natural do Caramulo, vai dar-nos conta da sua dissertação de mestrado que deu origem ao projeto “respirar Caramulo”.

Nuno Dias nasceu no Porto (1971) e tem raízes familiares em Múceres e Tondela. É licenciado em Design de Comunicação (arte gráfica) pela Faculdade de Belas Artes da universidade do Porto, mestrado e doutorado em Design pela Universidade de Aveiro, onde é docente de projecto em design no Departamento de Comunicação e Arte. Investigador do ID+ desde a sua fundação, atualmente é diretor da Licenciatura em Design e vice-diretor do Mestrado em Design. Participou com os seus alunos de design nos projetos da ADXTUR “Agricultura Lusitana” e “eBike XISTO – pedalar é preciso”.

João Nunes, natural do Porto (1951), reside e trabalha no seu atelier na Serra de Arga em Vila Nova de Cerveira. Designer licenciado pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto, a sua obra gráfica remonta aos anos 80 e tem grande influencia. O seu trabalho foi apresentado em exposições internacionais, bam como em revistas internacionais e nacionais de design e destacado por dois RED DOT. É consultor de design da ADXTUR, com a qual desenvolve vários projectos. Enquanto professor da Licenciatura em Design da Universidade de Aveiro coordenou diversos projectos, designadamente, «Sentir o Planeta Terra», «Fim de Stock» ou «Ílhavo – memórias e identidade».

Rui Simão nasceu na Covilhã em 1974 e vive no Fundão. Licenciado em Planeamento Regional e Urbano pela Universidade de Aveiro, o seu domínio de especialização é Planeamento Estratégico Territorial. Atualmente é Diretor Executivo da ADXTUR e coordenador da Estratégia de Eficiência Coletiva EEC PROVERE das Aldeias do Xisto. 

Daniela Lopes nasceu em 1995 na Serra do Caramulo. Em 2013 ingressou na Licenciatura em Design da Universidade de Aveiro, na qual realizou também o mestrado na mesma área. De momento encontra-se a exercer funções de designer gráfico na empresa Glory Box. Ao longo da sua formação desenvolveu um especial interesse pelas áreas de Design gráfico e comunicação, Design estratégico e Design para o território. A articulação destas três vertentes foi a base para o desenvolvimento do projeto “respirar Caramulo”. 

imprimir
tags
outras notícias