conteúdos
links
tags
Conferências
Sessão Atlas Conferences na sexta-feira, dia 22 de fevereiro, às 16h30, no Anfiteatro João Branco
"Atlas históricos na era digital: visualizar o tempo no espaço" por Íris Kantor
AtlaS Conferences | Atlas históricos na era digital: visualizar o tempo no espaço
Íris Kantor, do Departamento de História da Universidade de São Paulo, é a primeira convidada do novo ciclo de conferências AtlaS Conferences, realizadas no âmbito do projeto de investigação AtlaS - Atlântico Sensível (INET-md/UA). O evento decorre no dia 22 de fevereiro, às 16h30, no Anfiteatro João Branco (DeCA).
As novas tecnologias alteraram as práticas de pesquisa histórica e também os modos de acesso ao conhecimento acumulado por gerações de pesquisadores. Nesta conferência retende-se apresentar alguns exemplos contemporâneos relacionados com plataformas de pesquisa, resultantes de projetos coletivos e interdisciplinares.
Íris Kantor realizou a sua graduação no Departamento de História na Universidade de São Paulo (1986); defesa de Mestrado e Doutorado realizadas respectivamente em 1996 e 2002, no Programa de História Social da Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas (USP). Foi professora da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo entre 1992-2002; desde 2003, pertence ao quadro docente do Departamento de História na Universidade de São Paulo, sendo responsável pelas disciplinas de História Ibérica, História da Historiografia Colonial Brasileira e História da Cartografia Ibero Americana. Bolsista Produtividade do CNPq (PQ 2) desde 2009; editora da Revista História da USP, participa do comitê executivo do E- Journal of Portuguese History da Universidade de Brown. Coordenadora do Laboratório de Estudos de Cartografia Histórica da Cátedra Jaime Cortesão e do LABIEB (USP). Membro do IHGB (desde 2014), participa do conselho acadêmico da Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin e integra o grupo de pesquisa cadastrado no CNPq Ciência, império e viagens (2013).

Com início em junho de 2018, e a decorrer durante 3 anos, o projeto de investigação AtlaS: Atlântico Sensível - Memória e mediação das práticas e dos instrumentos musicais na circulação entre comunidades interligadas procura estudar práticas musicais, agentes e instrumentos que circulam no corredor atlântico entre Portugal e Brasil. O AtlaS é um projeto elaborado pelo Instituto de Etnomusicologia – Centro de Estudos em Música e Dança, polo de Aveiro, co-financiado pela União Europeia, através do Programa Operacional Competitividade e Internacionalização, na sua componente FEDER, e por fundos nacionais, através da Fundação para a Ciência e Tecnologia. 

imprimir
tags
evento relacionado
 
outras notícias