conteúdos
links
tags
Divulgação de Ciência
Inscrições abertas até dia 27 de fevereiro
Concurso Internacional de Comunicação de Ciência - FameLab 2019
Semifinalistas FameLab apurados em Aveiro: Diogo Gomes (Júri), Bárbara Pinho, José Pedro Queirós, João Pedro Peralta e Ricardo Neves
Estão abertas as inscrições para o Concurso Internacional de Comunicação de Ciência - FameLab 2019. A Universidade de Aveiro (UA) tem tido sucesso nos últimos anos com a participação de estudantes que têm conquistado esta prova em Portugal. O concurso é dividido em várias fases, estando decorrer neste momento a fase de candidaturas. Esta fase refere-se às eliminatórias em Aveiro. A eliminatória decorrerá na presença do júri no dia 9 de março pelas 15h00 na Fábrica - Centro Ciência Viva de Aveiro. A UA e a Fábrica - Centro Ciência Viva asseguram a organização das eliminatórias em Aveiro.

O FameLab é o mais popular concurso internacional de comunicação científica.

Cada concorrente tem três minutos para demonstrar a sua capacidade de comunicar os temas científicos mais diversos, recorrendo apenas à palavra e ao gesto e sem a ajuda de audiovisuais.

Criado em 2005 pelo Cheltenham Science Festival, o FameLab ganhou expressão mundial com o apoio do British Council, que o expandiu a mais de 30 países concorrentes, da Europa a Hong Kong.

Em Portugal, o FameLab é organizado pela Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Cientifica e Tecnológica e pelo British Council, em parceria com universidades e centros Ciência Viva de todo o país.

Quem pode concorrer?

Podem concorrer estudantes ou trabalhadores em ciência e/ou tecnologia, com mais de 18 anos, que falem fluentemente português e inglês. O concurso não se destina a profissionais da comunicação ou das artes.

Fases do concurso

Receção de vídeos | 28 de janeiro - 27 de fevereiro 2019

Eliminatória em Aveiro | 9 março de 2019

Meias-finais nacionais | março 2019

Masterclass | março - abril 2019

Final nacional | abril - maio 2019

Semifinais e final internacional | 4-9 de junho 2019 | Cheltenham, Reino Unido 

O vencedor da final nacional participa numa das semifinais internacionais do FameLab e, se for seleccionado, na final internacional. Estas eliminatórias decorrem durante o Cheltenham Science Festival.

Estudantes da UA no FameLab

Bárbara Pinho foi a grande vencedora da final do FameLab Portugal 2018.

"O FameLab surgiu na minha vida de uma forma um quanto inesperada. Ouvi falar do concurso pela primeira vez em 2017, quando estava a fazer voluntariado no “Muzeiko”, um museu infantil em Sófia, Bulgária. Por lá, fomos falando de futuras carreiras e eu sugeri uma certa área, a comunicação de ciência. De imediato sugeriram-me um concurso incrível, o FameLab. O assunto desvaneceu-se passados uns dias e foi somente quando vi que as eliminatórias do Fame Lab tinham chegado a Aveiro, que me apercebi que participar poderia ser frutífero.

Enviei um vídeo com a apresentação, fui chamada à eliminatória e, passando esta fase, chegava a hora da semi-final no Pavilhão do Conhecimento, em Lisboa. O concurso foi incrível, e depois de passar esta fase, tive uma MasterClass com Malcom Love, um coach de comunicação de ciência brilhante, que me ensinou imenso sobre como comunicar ciência de forma transparente, clara e carismática.

Se a final no National Geographic Summit for considerada a cereja no topo do bolo, vencer o concurso a nível nacional e rumar aos Festivais de Ciência de Cheltenham foi um topping maravilhoso que tornou a experiência ainda mais gratificante.

Poder conhecer comunicadores de ciência de todo o mundo permitiu-me perceber que, de facto, há muito por onde explorar e tanto para aprender.

Sem dúvidas que o FameLab me ensinou muito, por isso aconselho sempre a participação a todos os interessados. No Fame Lab nada se perde, podemos mesmo dizer que tudo se transforma: a aprendizagens são tantas e o crescimento é inevitável."

descrição para leitores de ecrã
No ano passado Bárbara Pinho, aluna na altura do 3º ano do Curso de Ciências Biomédicas da UA, apresentou-se com o tema "Bactérias: como resistir?”, sobre as bactérias multirresistentes e o perigo que a sua resistência aos antibióticos representa para a humanidade. Foi a grande vencedora da final do FameLab Portugal 2018, acabando por disputar a final em junho, no Reino Unido

Inês Ferreira Guedes, estudante da UA, obteve o segundo lugar na edição também de 2018 e em novembro foi convidada para o Hall of FameLab que aconteceu no Museu de História Natural em Londres, ficando também em segundo lugar.

"Quando penso e falo do FameLab e da minha participação neste que é o concurso de Comunicação de Ciência mais popular do mundo, sinto uma quantidade enorme de animais no meu estômago… tudo isto porque as tradicionais borboletas são poucas para descrever o entusiasmo que sinto.

O FameLab já me tinha abordado anteriormente, mas, apesar de ser uma comunicadora nata e fã de Comunicação de Ciência, nunca lhe dei a merecida importância. Até ao dia em que, de uma forma mais séria, uma amiga me falou do Concurso e me convenceu a inscrever-me. Mal eu sabia no que me estava a meter…

Na altura, estava a viver em Lisboa e, pela NOVA Medical School, candidatei-me “como quem não quer a coisa” … O percurso desenhou-se e, quando dei por mim, já tinha conhecido pessoas espetaculares, já tinha pisado palcos importantes…. Passei por uma formação muito marcante e enriquecedora com o Malcolm Love e com os meus colegas finalistas e lutei com o maior de todos os animais presentes no meu estômago ao pisar o palco do Coliseu dos Recreios na National Geographic Summit, onde foi a final nacional do FameLab 2018. O segundo lugar funcionou como uma cereja no topo de um bolo que já estava a ser delicioso.

Desde aí, foram surgindo entrevistas e algumas propostas. Vim trabalhar como Manager de Experiências de Natureza num Hotel no Algarve e a melhor e mais curiosa de todas as propostas foi quando, refastelada na praia com a Bárbara Pinho, vencedora da edição Nacional do FameLab 2018, recebi uma chamada do British Council. Estava a ser convidada para participar no Hall of FameLab, uma edição que ia funcionar como competição e, ao mesmo tempo, como atividade no Museu de História Natural, em Londres, para celebrar a Noite Europeia dos Investigadores. A celebração começou logo e foi tanta, que perdi o meu telefone na areia.

Assim, continuou a aventura que me relembra todos os dias que não posso parar de comunicar Ciência. Escolhi mais um tema, desenvolvi os três minutos de discurso mais apelativos possível e segui para Londres. Como já tinha trabalhado no Museu de História Natural, a participação no Hall of FameLab foi um bonito “regresso a casa”. Mas nesta casa estava uma enorme quantidade de pessoas novas e interessantes que elevaram a fasquia da Comunicação de Ciência, à escala mundial. Tudo me fez refletir, mais uma vez, sobre a Ciência e a importância cada vez maior de a descomplicar. Em Londres, foi o maior animal do mundo – a baleia azul que contemplei logo à entrada - que se apoderou do meu estômago quando cheguei.  Mas depressa se fez acompanhar da Mydas, a tartaruga verde de que falei no Hall of FameLab. A Mydas e a sua história permitiram-me deixar o alerta de que temos que fazer alguma coisa urgente no que toca ao Planeta onde vivemos e à sua conservação. E não só: a história da Mydas permitiu-me trazer um fabuloso segundo lugar para Portugal.

Os desafios são muitos e os animais no meu estômago, ainda mais… Por agora, está a ser assim o meu percurso no FameLab que me traz surpresas boas com frequência e que me permite continuar a fazer aquilo que mais gosto: Comunicar Ciência!"

descrição para leitores de ecrã
Inês Ferreira Guedes, licenciada em Biologia e mestre em Biologia Marinha incidindo a sua apresentação nos "Zombies das profundezas", obteve o segundo lugar na edição de 2018 e em novembro foi convidada para o Hall of FameLab que aconteceu no Museu de História Natural em Londres, ficando também em segundo lugar

Todas as informações podem ser consultadas em: FameLab, na página da Ciência Viva e do facebook do Famelab Portugal e do Famelab Internacional.

imprimir
tags
outras notícias