conteúdos
links
tags
Campus
Academia presente no 1.º Fórum dos Reitores das Instituições do Ensino Superior da China e dos Países da Língua Portuguesa
UA na China para reforçar mais e melhor cooperação
UA subscreveu a Declaração de Macau sobre a Cooperação no Ensino Superior
Reforçar a cooperação com as instituições chinesas e a internacionalização da língua portuguesa. Estes foram os grandes objetivos da deslocação da UA à China. Pepresentada pela Pró-reitora Sandra Soares e por António Andrade, professor do Departamento de Línguas e Culturas, a visita da UA decorreu entre 22 e 30 de outubro.

Como evento central da missão, a UA participou no 1.º Fórum dos Reitores das Instituições do Ensino Superior da China e dos Países da Língua Portuguesa, organizado pelo Gabinete de Apoio ao Ensino Superior de Macau, a Universidade de Macau e a Universidade de São José e que coincidiu com a 4.ª Conferência Conjunta para a Cooperação no Ensino Superior da Província de Jiangsu, Macau e Países de Língua Portuguesa.

No âmbito do 1.º Fórum dos Reitores das Instituições do Ensino Superior da China e dos Países da Língua Portuguesa, a UA subscreveu a Declaração de Macau sobre a Cooperação no Ensino Superior, que manifesta a intenção de promover a cooperação entre o Interior da China, a Região Administrativa Especial de Hong Kong, a Região Administrativa Especial de Macau e os Países de Língua Portuguesa, no enquadramento da iniciativa "Uma Faixa e Uma Rota" e da construção da Área da Grande Baía de Guangdong - Hong Kong - Macau.

Paralelamente, e no âmbito da 4.ª Conferência Conjunta para a Cooperação no Ensino Superior da Província de Jiangsu, Macau e Países de Língua Portuguesa, a UA realizou um conjunto de reuniões bilaterais com as universidades da Província de Jiangsu, na mesma semana em que a UA recebe, em Aveiro, uma delegação da Jiangsu University.

À margem destes eventos, a Pró-Reitora Sandra Soares visitou um conjunto de parceiros relevantes na mobilidade de estudantes para a frequência de programas de Português Língua Estrangeira, nomeadamente a Universidade de Estudos Estrangeiros de Guangdong, a Universidade de Macau, o Instituto Politécnico de Macau e a Universidade de Estudos Internacionais de Shanghai, bem como potenciais novos parceiros como a Universidade de São José e a Universidade de Línguas Estrangeiras de Zhejiang Yuexiu.

O Português Língua Estrangeira é uma das dimensões mais relevantes da cooperação da UA com a China, tendo envolvido, em programas de mobilidade, mais de 420 estudantes, além dos estudantes de nacionalidade chinesa que frequentam o Mestrado em Português Língua Estrangeira.

Com esta missão, a UA espera reforçar a cooperação no âmbito da língua portuguesa e alargar a cooperação com as instituições chinesas a outro tipo de atividades.

 

imprimir
tags
outras notícias