conteúdos
links
tags
Investigação
Projeto teve início a 1 do outubro de 2016
UA participa no projeto SOCIAL sobre problemas do envelhecimento
mãos de idosos
O projeto de Investigação e Desenvolvimento em copromoção, “SOCIAL - Social Cooperation for Integrated Assisted Living” sobre envelhecimento teve início no passado dia 1 do outubro. O projeto resulta de uma iniciativa de consórcio de empresas do setor das TIC, liderado pela Kentra Technologies com a participação da Digital Wind e da Micro I/O, integrando o Instituto Pedro Nunes e a Universidade de Aveiro, através da sua Plataforma Tecnológica das Connected Communities/Comunidades Inteligentes e do seu coordenador Mário Rodrigues e dos seus dinamizadores Nelson Rocha, José Alberto Fonseca e João Paulo Barraca.

O projeto nasce como uma tentativa de fazer face ao problema e aos desafios que o envelhecimento da população, a inversão da pirâmide etária e o consequente aumento do consumo de recursos no grupo etário acima dos 65 anos colocam nas sociedades atuais, em particular na oferta de cuidados de saúde. Desta forma, o SOCIAL pretende contribuir para a integração e continuidade de cuidados, através da disponibilização de serviços tecnológicos que suportem a comunicação e partilha de informação essencial para a cooperação entre os prestadores de cuidados, com enfoque nos de maior proximidade ao cidadão, ou seja, aqueles que são da responsabilidade das redes de cuidados centradas na sociedade, que no âmbito do projeto são constituídas pelos prestadores de cuidados formais de âmbito social e pelos cuidadores informais.

A face inovadora deste projeto relaciona-se com o facto de, contrariamente, a outras soluções, não preconizar o desenvolvimento de soluções parcelares, mas antes identificar e implementar componentes de forma estrutural que permitam a implementação de serviços de informação coerentes e adequados às redes de cuidados centradas na sociedade, utilizáveis na gama contínua de cuidados, desde a gestão de estilos de vida até à hospitalização ou institucionalização.

O grande objetivo do SOCIAL é desenvolver uma plataforma de serviços que colmate as lacunas de informação e de transversalidade existentes nestas redes de cuidados, disponibilizar interfaces externos e integrar dispositivos e disponibilizar mecanismos eficientes de persistência, nomeadamente os adequados aos Electronic Social Records e um conjunto de componentes estruturais, designadamente de segurança, interoperabilidade com a rede de cuidados formais de saúde, arquétipos ou data analytics, adequadas ao desenvolvimento de aplicações que vão ao encontro das diferentes necessidades das redes de cuidados.

A plataforma de serviços será validada num piloto que considerará três diferentes níveis, nomeadamente, o individual, institucional e regional, envolvendo instituições de solidariedade social dedicadas a pessoas idosas e as Câmaras Municipais da Batalha e de ílhavo.

Por último, referir que o projeto tem uma duração de três anos e que apresenta um orçamento de 1.730.984,80€, estando este esforço a ser cofinanciado pelo Compete 2020 - Programa Operacional Competitividade e Internacionalização.

Para mais informações consultar: http://social.digitalwind.pt/.

imprimir
tags
outras notícias