conteúdos
links
tags
Campus
No âmbito da campanha "A Europa na minha Região"
ECOMARE de portas abertas para dar a conhecer resultados do investimento europeu
Dia Aberto ECOMARE
O ECOMARE – Laboratório para a Inovação e Sustentabilidade dos Recursos Biológicos Marinhos da UA abriu as suas portas, esta segunda-feira, 21 de maio, a todos aqueles que quiseram visitar as suas instalações e conhecer o que aqui se faz. O coordenador da estrutura, Amadeu Soares, aproveitou a ocasião para explicar porque é que o ECOMARE é um investimento com um bom fator multiplicativo e para anunciar o estabelecimento de uma parceria que poderá ter grande impacto na indústria aquícola nacional.

A iniciativa foi aberta com a intervenção de Paulo Jorge Ferreira. O Reitor da UA salientou a importância da ação, como uma oportunidade de reencontro da comunidade com o Laboratório. Para Paulo Jorge Ferreira o ECOMARE é uma “prova do dinamismo da universidade, dos municípios, e da região”.

Amadeu Soares, coordenador do ECOMARE, fez um balanço dos dois anos de funcionamento do espaço. Como explicou o responsável, nestes dois anos foi multiplicado o investimento inicial de uma forma considerável. Os “4,9 milhões de euros inicialmente investidos já resultaram em 29 projetos de investigação e correspondem a um montante global de financiamento de 7,8 milhões de euros”. Amadeu Soares sublinhou, ainda, que “foram estas instalações que permitiram que a nossa universidade fosse competitiva em áreas que há 10 anos estavam centradas noutras instituições”. Para além do ECOMARE permitir desenvolver projetos que não seria possível desenvolver sem estas instalações, possibilitou, ainda, através destes projetos contratar para a Universidade de Aveiro um conjunto de investigadores e bolseiros de pós-doutoramento que a capacitaram para prestar apoio à Academia de Pescas e de Ciências do Mar do Namibe.

Como exemplo concreto da excelência do trabalho realizado, Amadeu Soares anunciou o convite que o laboratório recebeu de um grande grupo português para colaborar num projeto de apoio à aquacultura offshore, em parceria com uma empresa norueguesa, e que promete revolucionar a indústria aquícola nacional. “O ECOMARE é, sem dúvida, um investimento europeu com um bom fator multiplicativo”, concluiu Amadeu Soares.

Na visita esteve presente, também, Fernando Caçoilo. O presidente do Município de Ílhavo enalteceu a importância do ECOMARE como uma “referência, algo que foi feito de diferente no município”, e o contributo da Europa para a sua concretização. “Houve uma altura que dizíamos mal da Europa por tudo e por nada e, se calhar, ainda não percebemos que o que o nosso país tem de bom em termos de equipamentos, de vias de comunicação, de estruturas na área da Saúde, da Educação, do Social, é grande parte graças aos apoios que vieram da Europa”. “É o caso, também, do ECOMARE”, referiu Fernando Caçoilo, concluindo que “devemos lembrar que com todos os defeitos que a Europa possa ter, naturalmente, temos de reconhecer que nesta componente da infraestruturação a Europa tem sido importantíssima para nós”.

Isabel Damasceno, do Centro 2020, referiu ter sido “um gosto ter apoiado a criação deste equipamento. O país é outro hoje em dia graças aos fundos europeus e este projeto é um projeto emblemático na região e no país, pelas potencialidades que tem e pelo que faz cá dentro”. Para Isabel Damasceno “existe aqui uma riqueza de enormes potencialidades não só por termos aqui um hospital para animais marinhos, que é uma coisa muito fora do comum, mas também por causa de toda a investigação que aqui se faz, investigação pura e investigação ligada ao mundo empresarial”. A vogal executiva do programa Centro 2020 aproveitou para dar os parabéns pelo trabalho já desenvolvido e “pela multiplicação que já teve, não só ao nível dos projetos aqui desenvolvidos e concretizados, mas também, ao nível de oportunidades dadas a jovens investigadores que aqui encontram um espaço com as melhores condições e ao nível das parcerias que já estabeleceu e à multiplicação de resultados que essa colaboração tem permitido”.

imprimir
tags
veja também
 
outras notícias