conteúdos
links
tags
Cultura
De 8 de maio a 2 de junho, na sala de exposições Hélène de Beauvoir
"Cápsula do tempo": uma exposição que nos transporta a momentos do quotidiano passado
A higiene, saúde e cosmética através de objetos do quotidiano é o mote de uma exposição de peças de cerâmica, vidro comum e de outros materiais que integram os acervos museológicos da UA e nos permite viajar para alguns momentos do dia a dia dos séculos passados.

Com base nos acervos de vidro e cerâmica de Francisco Madeira Luís, que foram doados à Universidade de Aveiro e que integram o seu vasto património museológico, os Serviços de Biblioteca, Informação Documental e Museologia apresentam uma exposição que está aberta ao público entre 8 de maio e 2 de junho de 2018 na sala de exposições Hélène de Beauvoir, na Biblioteca da UA.

O momento inaugural da exposição decorreu no dia 8 de maio, com a presença do reitor Paulo Jorge Ferreira, sendo este o seu primeiro ato oficial.

descrição para leitores de ecrã
Inauguração da Exposição

A presente exposição mostra alguns objetos que foram criados pela necessidade específica de melhorar e conservar a saúde, de preservar ou melhorar a higiene e a beleza (cosmética e barba), dar suporte na convalescença ou nos momentos de aleitamento. Uns utensílios são correntes, outros não se reconhecem, nem na forma nem na necessidade, mas foram úteis em épocas passadas.

A maioria das peças expostas foram produzidas entre a segunda metade do século XIX e o século XX, em unidades fabris portuguesas como a Fábrica de Loiça de Sacavém, Fábrica da Vista Alegre, Fábrica de Alcântara e Marinha Grande.

A exposição inclui também um conjunto de peças de porcelana cedidas pelo Museu da Vista Alegre e que complementam e enriquecem a mostra.

Para contextualização de época, ilustram também a exposição algumas imagens de pormenores da casa do Dr. Lourenço Peixinho, com projeto da autoria de Francisco Silva Rocha, que é património da Universidade de Aveiro e onde funcionou a extinta Fundação João Jacinto de Magalhães. A sua construção aponta para os anos entre 1906 e 1911 e é um dos muitos exemplos do estilo Arte Nova, existentes na cidade de Aveiro. Alguns móveis e acessórios presentes são peças antigas recuperadas modernizadas, cedidas pela loja U Shabby Chic (Aveiro), numa parceria com a UA.

A exposição está patente de segunda a sábado, das 10h00 às 18h00, com entrada livre.

No âmbito desta exposição serão dinamizadas atividades paralelas associadas às temáticas propostas.

 

 

imprimir
tags
evento relacionado
 
outras notícias