conteúdos
links
tags
Cultura
Programa comemorativo vai de 23 de abril a 17 de junho
Confúcio UA assinala três anos com programa de atividades e inauguração de teatro de sombras
Instituto Confúcio da UA assinala três anos
Uma estrutura para espetáculos de teatro de sombras, única entre as delegações do Instituto Confúcio em Portugal, vai ser inaugurada a 23 de abril, dia primeiro de um programa de atividades que assinalará três anos daquele organismo chinês na Universidade de Aveiro (UA). Para além de espetáculos de teatro de sombras, a 23 de abril e 16 de maio, o programa inclui workshops, música e dança, conferências e duas exposições: sobre literatura chinesa para a infância e outra caligráfica sobre a presença portuguesa na China.

O teatro de sombras é uma arte milenar de contar histórias a crianças na China e em todo o Sudeste Asiático. Através da projeção de luz numa tela branca, os espetadores   podem apreciar narrativas tradicionais, ao ritmo do movimento de marionetes coloridas. A estrutura a inaugurar no espetáculo de 23 de abril, dia do aniversário do Instituto Confúcio (IC) da UA, foi construída em Portugal, é desmontável e apta para espetáculos itinerantes. Não existe outra peça deste tipo nas restantes três delegações do IC em Portugal.

O programa inclui também, em diversas datas, leituras dramatizadas de contos chineses.

A exposição sobre literatura chinesa para a infância “Sonhos Coloridos do Oriente” reúne 150 obras de autores premiados em concursos e certames internacionais e está patente em cinco polos no campus da UA. No Departamento de Comunicação e Arte estão patentes livros premiados na vertente de ilustração. Na Mediateca estão obras de caráter didático e relacionadas com a educação. Para o Departamento de Biologia foram escolhidos trabalhos que versam a natureza, a vida e a saúde. No Departamento de Línguas e Culturas estão obras de literatura. Por fim, no espaço do Instituto Confúcio são as obras sobre cultura chinesa que predominam. Esta exposição estará patente de 26 de abril a 18 de maio.

A exposição “Um Janus Cultural: a complexidade de Macau em exibição caligráfica” retrata, através de 17 painéis de caligrafia, a presença portuguesa na China, concretamente, em Macau. Poderá ser visitada de 18 de maio a 17 de junho, no Museu de Aveiro.

Workshops explicam aspetos da cultura chinesa

Para além destes dois tipos de atividades, estão programados ainda espetáculos de música e dança, entre os quais se destaca a Dança do Dragão, a 16 de maio, pelo premiado e já regularmente requisitado grupo de artes marciais do IC-UA, e, a 7 de maio, um concerto de música chinesa pelo Red Chamber Ensemble in Concert, realizado em parceria com o DeCA, com o Instituto de Etnomusicologia-Centro de Estudos em Música e Dança (INET-md) e com o Centro Científico e Cultural de Macau (CCCM).

Entre outras atividades a desenvolver, calendarizam-se workshops em diversas datas (ver programa): cultura chinesa; caligrafia; cerimónia do chá; artes marciais e jogos tradicionais. Está prevista, a 24 de abril, uma visita de estudo ao Museu do Oriente.

1400 alunos das escolas da região aprendem mandarim

Entretanto, dando continuidade a uma das atividades de maior relevo no IC-UA, em acordo com o Ministério da Educação e com autarquias e agrupamentos escolares da região, foi ainda mais alargado o âmbito geográfico do ensino de mandarim. Em março, através de um acordo entre o IC-UA e a Junta de Freguesia de Aradas, começaram as aulas de mandarim a 27 alunos daquela freguesia de Aveiro. Na Escola Dr. Manuel Laranjeira, em Espinho, juntou-se uma turma para alunos do 9º ano às turmas que já aprendiam mandarim. Já em janeiro, na Escola Secundária Adolfo Portela, Águeda, começaram a ter aulas de língua chinesa 41 alunos, distribuídos por duas turmas, uma com alunos dos 7º e 8º anos, outra com alunos do 9º ano.

No total, 1400 alunos de escolas da região estudam, neste momento, a língua chinesa. Na comunidade UA, são cerca de 220 os alunos que estudam mandarim.

imprimir
tags
veja também
 
ficheiros associados
evento relacionado
 
outras notícias