conteúdos
links
tags
Campus
Modelo de transferência de tecnologia baseado em Ciência-Experimentação-Empresas
Creative Science Park inicia atividade no primeiro trimestre de 2018
Parque de Ciência e Inovação - Creative Science Park Aveiro Region (PCI)
Parque de ciência e tecnologia de última geração e membro efetivo da Associação Internacional de Parques de Ciência e Áreas de Inovação (IASP), o Parque de Ciência e Inovação – Creative Science Park Aveiro Region (PCI) tem como principal objetivo o reforço do envolvimento colaborativo entre o sistema científico, a região e o tecido empresarial. Com inauguração prevista para o início de 2018, está estruturado em torno de cinco grandes áreas de aposta estratégica da UA e do desenvolvimento da região, alinhadas com a Estratégia de Especialização Inteligente da Região (RIS3): Tecnologias de Informação, Comunicação e Electrónica (TICE), Materiais, Mar, Agroindustrial e Energia.

Instrumento qualificado de execução de prioridades políticas nacionais de que a UA é parceira, nomeadamente dos polos tecnológicos das Tecnologias de Informação, Comunicação e Eletrónica, da Energia e do Agroindustrial, além do Cluster do Habitat e do Cluster do Conhecimento e da Economia do Mar, entre outros, o PCI destaca-se pelo envolvimento formal e efetivo de diferentes atores que constituem a tripla hélice da inovação e do desenvolvimento económico: o conhecimento, através da UA, a região, através da Comunidade Intermunicipal da Região de Aveiro (CIRA), dos municípios de Ílhavo e de Aveiro, e as empresas.

Este processo colaborativo é valorizado pela existência de espaços qualificados e de ações de apoio à promoção da inovação, empreendedorismo, capacitação de negócios, entre os quais se destacam a Design Factory, a Incubadora de Empresas e vários Laboratórios de Uso Comum (LUC).

O PCI contempla ainda uma grande zona de acolhimento de empresas e startups projetadas para atrair e fixar empreendedores de talento e de visão interessados em desenvolver negócios relacionados com a criação de produtos e serviços altamente qualificados e inovadores nas áreas de referência do PCI.

 

Disponibilidade de realização de projetos de IDT em espaços dedicados

O conceito e design do Parque e a própria composição acionista, integrando a UA, entidades autárquicas, empresariais e financeiras, são outros aspetos diferenciadores. O Parque de Ciência e Inovação – Creative Science Park Aveiro Region é uma sociedade anónima, constituída em 2010, da qual a UA é a acionista maioritária, localizando-se no Município de Ílhavo (30 hectares na zona da Coutada) e no Município de Aveiro (5 hectares na zona do Crasto, Verdemilho).

descrição para leitores de ecrã
Localização privilegiada

Refletindo a relevância do Parque de Ciência e Inovação no contexto regional e nacional, o Conselho de Administração é presidido pela UA e composto por representantes da CIRA, Portus Park, AIDA, I’M – SGPS, SA., Grupo Visabeira, SGPS, S.A. e Caixa Geral de Depósitos, e vem norteando a ação do PCI para o acolhimento de empresas de alta intensidade tecnológica, unidades de investigação de empresas, incubação de empresas, organismos de investigação, desenvolvimento e inovação, e entidades de formação avançada e similares.

O início de funcionamento está previsto para o primeiro trimestre de 2018, com a inauguração das infraestruturas públicas de três edifícios já concluídos: Edifício Central, Laboratório de Uso Comum de Materiais e Agroalimentar e Laboratório de Uso Comum das TICE.

No Edifício Central ficarão instalados a Design Factory, a Incubadora de Empresas, que incluirá também a Incubadora de Empresas da Universidade de Aveiro, e os Serviços Partilhados.

A Incubadora é um espaço de acolhimento, dinamização e apoio à incubação de ideias inovadoras e promissoras, com base em projetos de reconhecida elevada qualidade, assim como startups de índole tecnológica e de elevado potencial de crescimento, num ambiente físico que proporciona o surgimento de oportunidades de negócio, de partilha de experiências e de participação em redes de cooperação e funcionará em estreita articulação com a IERA – Incubadora de Empresas da Região de Aveiro.

A Design Factory assume-se como uma plataforma dinâmica e facilitadora para a exploração de práticas metodológicas, ferramentas e processos de design participado, especialmente na realização de projetos decorrentes de parcerias estratégicas entre a academia e o tecido económico, social e cultural, revestindo-se de um papel estratégico para a região de Aveiro como espaço de colaboração e partilha de conhecimento no desenvolvimento e materialização de produtos e serviços inovadores liderados pelo Design.

Nos LUC serão disponibilizados espaços para o acolhimento temporário de projetos de I&DT, do sistema científico e das empresas, pretendendo acolher equipas multidisciplinares, em estreita articulação com o setor científico e académico. Aqui serão disponibilizados serviços de empreendedorismo e inovação, de apoio à valorização e promoção do conhecimento e da inovação, que incluem serviços de promoção de ID&T; programas de crowdfunding, programas provas de conceito, divulgação e valorização de tecnologia e valorização de conhecimento e plataformas tecnológicas.

Os LUC oferecem, ainda, serviços complementares de apoio às atividades, que contemplam consultoria, assistência e formação nos domínios da transferência de conhecimentos, aquisição, proteção e exploração de ativos incorpóreos, estudos diversos, inserção em redes do conhecimento e serviços diversos associados às atividades desenvolvidas no âmbito do Parque, tendo em vista a promoção da inovação, do empreendedorismo e da transferência de tecnologia na região de Aveiro.

descrição para leitores de ecrã
Laboratórios de Uso Comum (LUC)

Na zona de acolhimento de empresas, o PCI terá, no imediato e para serem disponibilizados através da cedência do direito de superfície, 19 lotes de terreno infraestruturados destinados à edificação por entidades que sejam elegíveis no âmbito dos regulamentos do Parque.

descrição para leitores de ecrã
Zona de acolhimento de empresas

Design Factory: interface de integração de diferentes saberes e atores

Esta estrutura do PCI pretende criar as condições necessárias para a geração de ideias, o seu desenvolvimento e materialização através da disponibilização de serviços e metodologias design-led e, assim proporcionar o estímulo à interação entre diversos agentes do tecido económico, social e cultural, e da comunidade científica. A Design Factory integrará diferentes saberes e atores com vista à criação de iniciativas inovadoras, terá uma estreita ligação científica à UA e vai ser um espaço de convergência interdisciplinar em que o Design funcionará como mediador cultural, impulsionando o desenvolvimento, promoção e difusão de novos produtos e serviços juntando designers, criadores, investigadores, empreendedores, estudantes, entre outros stakeholders, e conjugando sinergias entre várias áreas de conhecimento, como o Design, a Gestão e as Engenharias.

A sua estreita ligação à UA permitirá o desenvolvimento de diversas tipologias de atividades que se revestem de características próprias e que permitem a exploração de problemas e desafios prospetivos, com vista a conceber soluções inovadoras envolvendo metodologias colaborativas interdisciplinares e os principais elementos caracterizadores da atividade de Design: significado, criatividade, processos e inovação, fortemente ancorados nos princípios, metodologias e processos de Design, permitindo a disrupção ou incrementação do existente. A Design Factory está dotada de vários tipos de espaços, tais como oficinas, salas de trabalho criativo, salas para workshops, espaços polivalentes de interação, espaço de informação especializada, loja, e também os relevantes espaços de exposição e eventos.

descrição para leitores de ecrã
Design Factory

Nota: este artigo foi publicado na edição n.º28 da revista Linhas

imprimir
tags
outras notícias