conteúdos
links
tags
Conferências
Esta sexta, 13 de outubro
Lição inaugural do Programa Doutoral em Música
Departamento de Comunicação e Arte
Realiza-se a 13 de outubro, pelas 14h30, no Auditório do Departamento de Comunicação e Arte, a lição inaugural do Programa Doutoral em Música. A lição, intitulada "Participação, ação e prática: estratégias para a investigação em música", será apresentada por Pedro Rebelo, compositor, performer e artista sonoro e Professor da Queen's University Belfast. A entrada é livre.

A apresentação é uma reflexão sobre motivações, metodologias e impacto na minha investigação em música (no sentido lato da palavra). Conceitos como 'socially engaged arts' ou investigação participativa têm tomado cada vez mais relevância na investigação artística. Ao mesmo tempo que estas abordagens fornecem novos pontos de partida e por vezes soluções a 'velhos problemas', elas criam também novas problemáticas e dificuldades. A prática artística pela investigação ('practice-based research') é aqui abordada como uma forma distinta de gerar conhecimento e como contributo único para problemáticas contemporâneas ligadas a temas como a desigualdade social, racismo e conflito.

Um entendimento da música, em qualquer uma das suas manifestações, como um fazer (musicar) e não como objecto, permite-nos abrir linhas de investigação que representam mais valias de um ponto de vistainterdisciplinar. Estas mais valias traduzem-se em momentaneamente abordar certos desafios sociais no âmbito artístico, através deste musicar que representa um manuseamento generativo do ponto de vista de re-pensar, re-flectir ou re-imaginar um determinado tema.

A apresentação é ilustrado por uma série de projetos de investigação com foco na interdisciplinaridade.

Pedro Rebelo é compositor, performer e artista sonoro. Doutorou-se pela Universidade de Edimburgo em 2002 onde investigou relações entre a música e a arquitectura. Pedro tem desenvolvido projetos participativos com comunidades em Belfast, na favela da Maré, Rio de Janeiro, Maputo e com comunidades ciganas em Portugal. Este trabalho tem resultado em exposições de arte sonora em espaços como o Metropolitan Arts Centre, Belfast, Parque Lage, Museu da Maré no Rio de Janeiro, MAC Nitéroi e Jardins Efémeros. Pedro foi professor convidado na Stanford University, professor visitante sénior na UFRJ, Brasil, investigador colaborador do INET-md, Universidade Nova, Lisboa e é professor catedrático de artes sonoras na Queen's University Belfast. Foi recentemente financiado pormais de S::1 m do Arts and Humanities Research Council (UK) para projectos interdisciplinares para investigar a relação entre som, música e situações de conflito.

imprimir
tags
outras notícias