conteúdos
links
tags
Cultura
A 13ª edição do evento promovido pela UA decorre de 20 de outubro a 30 de novembro
Festivais de Outono 2017 dão a ouvir órgão da Sé e "ventos" eletroacústicos
Festivais de Outono acontecem em Aveiro de 20 de outubro a 30 de novembro
Os Festivais de Outono (FO), promovidos pela Universidade de Aveiro (UA), vão dar um especial realce, na 13ª edição, ao órgão da Sé, através de dois concertos com reportório barroco. Para além destes concertos, haverá uma colaboração com o congresso Electroacoustic Winds (EAW), da qual resultam dois concertos, um com clarinete e multimédia, a cargo de Lori Freedman, e outro com a ópera “Itinerário do Sal”, de Miguel Azguime.

Trata-se de um evento que serve a "cidade e a região de Aveiro com uma oferta musical que, sendo maioritariamente de natureza erudita, é eclética e multidisciplinar", explica António Chagas Rosa, programador, maestro e professor do Departamento de Comunicação e Arte (DeCA) da UA.  Os FO são também um espaço de interfaces e intercâmbios. Entre um ambiente de escola e o panorama musical profissional. Entre músicos consagrados – casos de Miguel Jalôto e do Ludovice Ensemble que interpretam Leçons de Ténèbres et le Miserere, de Michel Richard De Lalande, na edição deste ano - e jovens músicos. Entre músicos formados e não formados na UA. Entre portugueses e estrangeiros a desenvolver carreira em Portugal. Do programa constam artistas e ensembles que têm vindo a desenvolver notáveis percursos, tanto em Portugal como no estrangeiro, dando o evento especial atenção a jovens músicos que já vão obtendo merecida visibilidade.

Com o objetivo de envolver a cidade e a região nas atividades do Festival, afirma ainda o maestro e programador, privilegiam-se espaços para além do campus da UA, como o Museu de Aveiro, o Teatro Aveirense e a Sé, apostando numa maior abrangência e proximidade com a população. No Museu de Aveiro vai ouvir-se música de câmara. Num desses concertos, poder-se-á escutar a integral das sonatas para violino e piano de Luís de Freitas Branco, com Nuno Soares e Iuri Popov.

Haverá ainda ocasião de escutar as "sonoridades surpreendentes", caracteriza o programador, do Simantra Grupo de Percussão e os Senza, conhecidos pelo seu cd Praia da Independência. 

Dois dos concertos do programa de 2017 que se desenrola de 20 de outubro a 30 de novembro coincidem com atividades da Conferência Internacional Eletroacoustic Winds, no DeCA, de 13 a 17 de novembro. São o caso do Concerto para Clarinete e Multimédia, com Lori Freedman, a 14 de novembro, e da ópera “Itinerário do Sal”, de Miguel Azguime, a 15 de novembro.

Como é habitual, o programa dos FO2017 conta com, segundo termo usado por António Chagas Rosa, a "presença estruturante", da Orquestra Filarmonia das Beiras para os concertos sinfónicos de abertura e de encerramento e também com as Orquestras de Sopros e de Cordas do DeCA.

Mais informações: 

http://www.ua.pt/festivaisdeoutono/2017

festivaisdeoutono@ua.pt

www.facebook.com/universidadedeaveiro

imprimir
tags
ficheiros associados
outras notícias