conteúdos
links
tags
Bolsas
Duas Bolsas de Investigação para mestres em Engenharia, Ciências da Computação, Ciências da Terra e do Ambiente ou Geografia
A Direção Geral do Território tem concurso aberto para atribuição de duas Bolsas de Investigação (BI) para Mestre, no âmbito das atividades da Direção-Geral do Território (DGT) relacionadas com a partilha de dados diversos e heterogéneos no âmbito do SNIG e também num contexto transfronteiriço, com recurso a tecnologias de Linked Open Data.

PROCEDIMENTO PARA ATRIBUIÇÃO DE DUAS BOLSAS DE INVESTIGAÇÃO PARA MESTRE

Aviso n.º 1 /Nature/2017

Encontra-se aberto o concurso para atribuição de duas Bolsas de Investigação (BI) para Mestre, no âmbito das atividades da Direção-Geral do Território (DGT) relacionadas com a partilha de dados diversos e heterogéneos no âmbito do SNIG e também num contexto transfronteiriço, com recurso a tecnologias de Linked Open Data.

Área científica: Engenharia, Ciências da Computação, Ciências da Terra e do Ambiente e Geografia.

Âmbito do trabalho: Desenvolvimento de cenários de utilização de conjuntos de dados geográficos que permitam demonstrar a exploração de Linked Open Data na partilha de dados diversos e heterogéneos no contexto do SNIG. O trabalho a desenvolver envolve a harmonização de dados temáticos, a transformação de dados para o mesmo metamodelo e para o formato RDF e o desenvolvimento de interfaces web para facilitar o acesso da API aos conjuntos de dados. A temática dos dados é a da conservação da natureza e biodiversidade e, tendo em conta os objetivos da diretiva INSPIRE, pretende-se utilizar dados de Portugal e Espanha. O trabalho a desenvolver poderá incluir também cenários de utilização de dados de outras temáticas envolvendo entidades nacionais.

Destinatários: Os candidatos deverão cumprir todos os seguintes requisitos:

a) Competências comprovadas em Bases de dados, Sistemas de Informação Geográfica (SIG), harmonização de dados geográficos;

b) Conhecimentos em standards relacionados com tecnologias Linked Open Data (RDF, GML, XML, Web Semântica, tecnologia Web)

c) Disponibilidade para deslocações dentro e fora do país;

d) Bom nível de inglês falado e escrito; 

e) Disponibilidade imediata. Apesar de não ser um requisito obrigatório, a demonstração de conhecimento e experiência em bases de dados sobre biodiversidade, em estruturas de informação sobre espécies, bem como em especificações INSPIRE e desenvolvimento de webservices constituirá um fator de valorização dos candidatos.

Documentação a entregar obrigatoriamente:

(1) Fotocópia do cartão de cidadão ou do bilhete de identidade e do cartão de contribuinte;

(2) Curriculum Vitae detalhado;

(3) Fotocópias dos certificados dos graus académicos que possui;

(4) Documento com a descrição das competências e conhecimentos solicitados nas alíneas a) e b). Este documento, com o máximo de duas páginas A4, deve listar os factos curriculares e profissionais que evidenciem o requerido, não devendo remeter para o CV.

Os candidatos poderão ainda adicionar outros elementos que considerem relevantes para a apreciação das suas candidaturas. Os candidatos que não apresentarem os elementos de candidatura solicitados poderão ser excluídos do concurso.

Método de seleção: Os métodos de seleção a utilizar serão os seguintes: avaliação curricular, com caráter eliminatório; e entrevista de avaliação de conhecimentos e experiência, motivação pessoal e interesse no cargo a prover. Após seriação dos candidatos com base na avaliação curricular, os seis com melhor classificação serão sujeitos a entrevista. A classificação final será a média ponderada da avaliação curricular e da entrevista, com fatores de ponderação de 40% para avaliação curricular e 60% para a entrevista.

Instituição de acolhimento: O trabalho será desenvolvido na sede da Direção Geral do Território, em Lisboa.

Duração da bolsa: Dezanove meses, eventualmente renovável

Condições financeiras: Conforme tabela da FCT - Fundação para a Ciência e Tecnologia (980€ mensais), efetuando-se o pagamento mensal através de transferência bancária. Ao valor de cada bolsa acresce o seguro social voluntário correspondente.

Contratos: O contrato será celerado de acordo com o preceituado na Lei n.º 40/2004, de 18 de Agosto, e demais legislação aplicável.

Relatório final: O bolseiro deverá elaborar um relatório final, em colaboração com o orientador, explicitando as metodologias e os resultados alcançados. O relatório deve ser entregue em suporte digital.

Formalização das candidaturas: As candidaturas deverão ser dirigidas à Presidente do Júri, Dra. Ana Luísa Gomes. As candidaturas podem ser entregues pessoalmente, remetidas pelo correio com aviso de receção, ou enviadas através de correio eletrónico (inscrevendo no assunto: “Concurso para bolsa para Mestre - Aviso n.º 1 /Nature/2017”).

Morada: Direção Geral do Território, Rua de Artilharia Um, n.º 107, 1099-052 Lisboa

Correio eletrónico: bolsas-nature@dgterritorio.pt

Data de publicação do presente anúncio: 08-08-2017

Prazo de candidatura: 10 dias úteis após a publicação do presente anúncio.

Divulgação dos resultados: Os resultados da avaliação dos candidatos serão divulgados no sítio da DGT na Internet (http://www.dgterritorio.pt/), até 30 dias úteis após o termo do prazo de candidatura.

Composição do júri de avaliação: O júri para a avaliação dos candidatos é constituído por: Ana Luísa Gomes Alexandra Fonseca Danilo Furtado

Suplentes: Rita Nicolau, Mário Caetano, Paulo Patrício

imprimir
tags
outras notícias