conteúdos
links
tags
Distinções
Governo pretende aumentar as competências digitais dos portugueses
Susana Sargento convidada para coordenar o eixo de investigação do INCoDe.2030
A investigadora Susana Sargento
Susana Sargento, docente do Departamento de Eletrónica, Telecomunicações e Informática (DETI) da Universidade de Aveiro (UA), é uma das escolhas do governo português para coordenar a estratégia nacional de competências digitais, na vertente da investigação, juntamente com Rodrigo Rodrigues, professor do IST.

Convidada para integrar a Iniciativa Nacional Competências Digitais e.2030 (INCoDe.2030), a investigadora do Instituto de Telecomunicações da UA e vencedora do Prémio Mulheres Inovadoras da União Europeia 2016  assume agora a missão de potenciar a produção nacional de novos conhecimentos científicos através da cooperação internacional.

Criado com o objetivo de reforçar as competências digitais dos portugueses o programa Portugal INCoDe 2030 reúne as áreas governativas da Modernização Administrativa, da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, da Educação, do Trabalho, do Planeamento e das Infraestruturas e da Economia. A iniciativa pretende reforçar as competências básicas em Tecnologias de Informação e Comunicação da população portuguesa, preparando-a para as oportunidades de emprego emergentes e baseadas no digital.

Susana Sargento, docente no DETI e investigadora no IT, é responsável pelo grupo de investigação Arquiteturas e Protocolos de Redes. Doutorada em Engenharia Eletrotécnica pela UA em 2003, Susana Sargento foi docente no Departamento de Ciências de Computadores na Universidade do Porto, entre 2002 e 2004, e foi professora convidada na Universidade de Carnegie Mellon (EUA) em 2008/2009. Em 2016 recebeu o Prémio Mulheres Inovadoras da União Europeia 2016 pelo trabalho que tem desenvolvido na Veniam, a startup responsável pela criação e gestão da maior rede veicular do Mundo.

imprimir
tags
outras notícias