conteúdos
links
tags
Entrevistas
Antigo aluno UA - Tiago Almeida, licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação
Um nómada digital ao serviço da HelloFresh
Tiago Almeida
Detesta comer todos os dias no mesmo sítio. Detesta sentar-se todos os dias à secretária. Detesta a rotina. Adora a mudança. Por isso, não esteve com meias medidas. Foi aceite no programa Remote Year e, nos últimos 2 anos, já viajou por 24 países. Licenciado em Novas Tecnologias da Comunicação (NTC) pela Universidade de Aveiro (UA), Tiago Almeida é o que se pode chamar um nómada digital. Front-end developer da empresa HelloFresh, qualquer canto do mundo lhe serve de mesa de trabalho. Haja ligação à internet e vontade de aventura.

Ainda era estudante de NTC quando, pela mão do professor Carlos Santos, teve oportunidade de trabalhar na equipa do Sapo Campus nos Laboratórios Multimédia do Departamento de Comunicação e Arte (DeCA). “Trabalhar e estudar no último ano do curso não foi fácil, mas foi o momento mais decisivo na minha carreira”, lembra Tiago Almeida. Em 2013, com a conclusão da licenciatura, mudou-se para Londres onde teve “muitas oportunidades e uma excelente progressão de carreira”.

No final do segundo ano em Londres candidatou-se ao Remote Year, um programa que dá a oportunidade a profissionais de todo o mundo, e das mais diversas áreas, de conseguirem trabalhar a partir de qualquer parte do mundo. Tiago Almeida foi aceite. “Desde então considero-me um nómada digital. Tenho trabalhado remotamente para a empresa HelloFresh e viajado ao mesmo tempo”, congratula-se.

Quais os motivos que o levaram a estudar na UA?

Nasci e fui criado em Aveiro sendo esse um dos grandes motivos por ter escolhido a UA.

O curso correspondeu às suas expectativas? E a UA?

O curso excedeu todas as minhas expectativas. E a UA também.

O que mais o marcou na UA?

Fiz grandes amizades durante estes três anos, amizades estas que persistem! Muitos docentes marcaram o meu percurso, mas o professor Carlos Santos [atual diretor do curso de Mestrado em Comunicação Multimédia] foi o que me marcou mais sendo uma grande fonte de inspiração!

Sempre soube a profissão que queria seguir?

Escolhi este curso mesmo por não saber o que queria seguir. Sempre tive interesse por tecnologias, mas não sabia qual [a profissão a seguir]. E este curso ajudou-me bastante nessa decisão!

Como descreve a sua atividade profissional?

Tenho uma relação de ódio e amor pelas tecnologias pois todos os dias existe algo novo a ser explorado o que me mantém sempre ocupado e atualizado.

O que mais o fascina na sua atividade profissional?

Saber que consigo fazer o meu trabalho remotamente e mais eficaz do que num escritório! Creio que, por vários motivos, este é o futuro e acredito que Portugal vai ter uma grande boom de nómadas digitais nestes próximos anos.

Que competências adquiridas na UA entende terem sido fundamentais para o exercício da sua atual atividade?

A melhor competência que adquiri foi a da autoaprendizagem, o que é fundamental para me manter atualizado com todas as novas tecnologias. Os docentes incentivam-nos a aprender mais fora do contexto curricular usando a internet e outros recursos, fator que me motivou bastante!

imprimir
tags
outras notícias