conteúdos
links
tags
Campus
Parceria envolve ainda o ISCTE e a rede Columbus
UA participa em projeto de cooperação internacional para se tornar mais sustentável
A eficiência energética é um dos pilares de um campus sustentável
A adoção de um sistema de gestão ambiental que permita tornar o campus da Universidade de Aveiro (UA) um espaço de caraterísticas e práticas sustentáveis é o objetivo de um projeto de cooperação internacional em que a UA se estreou. A primeira etapa do projeto, em articulação com Instituto Universitário de Lisboa (ISCTE) e a rede Columbus, decorre a 29 de março, dia em que o grupo de trabalho constituído na UA acompanhará uma equipa de peritos da Universidade de Gothenburg para um primeiro contacto com o campus da UA.

Constituído o Grupo de Missão para o Desenvolvimento Sustentável da Universidade de Aveiro que viu as primeiras ações executadas em 2015, continuando o seu trabalho, mais recentemente, na melhoria do sistema de gestão integrada de resíduos no campus, a UA procura subir mais uns degraus no caminho para a sustentabilidade. A instalação de painéis fotovoltaicos, de painéis solares térmicos para aquecimento de água, a captação de água intramuros para rega, iluminação mais eficiente, reabilitação e automação de sistemas de aquecimento, ventilação e de ar condicionado e a correção de fatores de potência, foram algumas das medidas antes adotadas.

Através deste projeto de cooperação em três fases, até outubro de 2018, procura-se apoiar a UA na instauração de um sistema de gestão ambiental, segundo a norma ISO 14001 e/ou o EMAS (Sistema Comunitário de Ecogestão e Auditoria) na perspetiva da certificação do sistema.

Os sistemas de gestão ambiental têm vindo a ser adotados na indústria e nas empresas há cerca de 20 anos e, na última década, têm vindo a ser também adotados pelas instituições ensino e investigação, na medida em que integram preocupações ambientais, de forma sistemática, na investigação, educação, divulgação e operações várias. O texto de apresentação do projeto de parceria explica ainda que, dos objetivos de Desenvolvimento Sustentável para 2030, estabelecidos pela ONU em 2015, consta: “Em 2030, assegurar que todos os líderes adquiriram conhecimentos e competências necessárias para promover o desenvolvimento sustentável, incluindo, entre outros, pelas vias da educação para a sustentabilidade e dos estilos de vida sustentáveis”. Como a educação tem um papel chave para um futuro sustentável, as universidades são desafiadas a assumir a liderança nas questões de sustentabilidade.

imprimir
tags
outras notícias