conteúdos
links
tags
Investigação
Artigo de quase 100 páginas faz 403 referências bibliográficas
Investigadores da UA publicam artigo de revisão sobre corróis em revista de elevado impacto
Da esq. para a dta.: José Cavaleiro, Graça S. Neves, Amparo Faustino, Joana Barata e Augusto Tom¿¿
Cientistas do Departamento de Química da Universidade de Aveiro (UA) publicaram um artigo de revisão na prestigiada revista Chemical Reviews, com fator de impacto 37,37, da American Chemical Society. O artigo “Strategies for Corrole Functionalization”, da autoria de Joana Barata, M. Graça P. M. S. Neves, Augusto C. Tomé, M. Amparo F. Faustino e José A. S. Cavaleiro, fornece uma revisão crítica sobre os vários tipos de reações de funcionalização de corróis.

Os corróis são uma classe "relativamente nova” de macrociclos tetrapirrólicos que tem sido objeto de intensa pesquisa científica devido às suas interessantes propriedades químicas, físicas e biológicas. Nesta intensa pesquisa, destaca-se o trabalho do grupo de Aveiro, constituído por investigadores dos laboratórios Química Orgânica, Produtos Naturais e Agroalimentares (QOPNA) e CICECO-Instituto de Materiais de Aveiro. Este grupo é o único em Portugal a trabalhar em corróis de forma sistemática.

 Nos últimos 15 anos verificou-se um progresso impressionante na química dos corróis, antevendo-se que estes sejam "alvos dourados" em novos estudos, explicam os investigadores da UA. Uma pesquisa nas bases de dados revela o seu uso como sensores de gases, de aniões e de iões metálicos, em catálise, e em ótica não linear. As suas potenciais aplicações biológicas incluem o tratamento de cancros e a fotoinativação de microrganismos (por exemplo, bactérias resistentes aos antibióticos). 

Esta linha de investigação na UA, sobre o macrociclo de tipo corrol, começou precisamente com a tese de mestrado “Estudos de síntese e reactividade de novos macrociclos de tipo corrol”, de Joana Barata, sob orientação de Maria da Graça Neves e José Cavaleiro, defendida em 2004. Depois da Joana Barata, outros então alunos estiveram envolvidos nestes estudos (Luis Vale, Carla Santos, Teresa Cardote), para além dos restantes coautores da publicação (os professores Maria da Graça Neves, Maria Amparo Faustino, Augusto C. Tomé e José Cavaleiro).

Desde logo, salienta a investigadora Amparo Faustino, o convite lançado pela revista Chemical Reviews honra os investigadores e reconhece a relevância do trabalho deste grupo da UA. A investigadora sublinha ainda que, apesar de o artigo ter decorrido de um convite dos editores da revista, o que acontece com a esmagadora maioria dos artigos deste periódico, este e todos os outros são sujeitos a avaliação pela equipa de peritos revisores. O artigo de 60 páginas faz 403 referências a trabalhos publicados.  

Os estudos já publicados permitiram estabelecer vários métodos para a funcionalização e pós-funcionalização destes macrociclos. Como é apresentado nesse artigo, as reações de funcionalização podem ocorrer no interior ou na periferia do macrociclo. 

O artigo pode ser consultado em http://pubs.acs.org/doi/abs/10.1021/acs.chemrev.6b00476 ou em Chemical Reviews, 2017, 117, 3192−3253 (DOI: 10.1021/acs.chemrev.6b00476).

imprimir
tags
outras notícias