conteúdos
links
tags
Publicações
Biólogo Ricardo Calado da UA foi o líder dos editores
UA coordena livro de referência sobre espécies marinhas ornamentais
O investigador Ricardo Calado e o livro cuja edição coordenou
É a partir de agora a obra de referência para todos os apaixonados por espécies marinhas ornamentais. Seja para cientistas, empresários, aquários públicos ou, simplesmente, para amantes da aquariofilia marinha, o livro Aquacultura de Espécies Marinhas Ornamentais reúne num único volume toda a informação relevante sobre o tema produzida por mais de 50 cientistas de todo o mundo. Ricardo Calado, investigador no Departamento de Biologia e no Centro de Estudos do Ambiente e do Mar (CESAM) da Universidade de Aveiro (UA), liderou a equipa de editores responsável pela publicação do livro.

Lançado em fevereiro pela editora Wiley-Blackwell, o livro reúne numa única obra a informação mais atualizada sobre a aquacultura de espécies marinhas ornamentais, sendo possível encontrar nas suas 712 páginas a contribuição de mais de 50 cientistas de diferentes países que lideram a investigação internacional nos mais diversos tópicos relacionados com esta área de estudo.

A produção dos grupos mais emblemáticos de organismos marinhos ornamentais (incluindo os famosos Nemo e Dory) é descrita com elevado rigor científico, mas recorrendo a uma linguagem simples de modo a permitir igualmente aos não especialistas perceber como são cultivados estes organismos.

O livro Aquacultura de Espécies Marinhas Ornamentais é uma obra de referência para académicos, profissionais ligados a aquários públicos e empresas de comercialização destes organismos, assim como para os amantes da aquariofilia marinha.

A aquacultura destes organismos é também abordada numa perspetiva de negócio, de modo a evidenciar os riscos e oportunidades de potenciais atividades comerciais ligadas ao setor. Esta obra, aponta Ricardo Calado, posiciona a UA na vanguarda da investigação internacional da aquacultura de espécies marinhas ornamentais. Esta área do conhecimento será dinamizada no ECOMARE, contribuindo deste modo para a diversificação de espécies em aquacultura, assim como para a preservação e uso sustentável dos recifes de coral.

imprimir enviar a um amigo
tags
outras notícias