conteúdos
links
tags
Distinções
Prémio atribuído a professor e investigadores
Best International Paper Award premeia investigadores do Consumer Neuroscience Lab – ISCA
Os investigadores Pedro Bem-Haja, Hugo de Almeida e Afonso Alberty
O artigo “Studying healthy food advertisement with Eye Tracking” foi galardoado com o Best Paper Award, na conferência International Youth Marketing and Media Forum 2017, que se realizou no dia 9 de fevereiro em Lisboa. Hugo de Almeida, professor e diretor do Consumer Neuroscience Lab (CNL) no Instituto Superior de Contabilidade e Administração da Universidade de Aveiro (ISCA-UA), Pedro Bem-Haja, investigador do NeuroLAB da UA, e Afonso Alberty, investigador no CNL, são os autores do trabalho premiado.

Este prémio reconhece o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido no CNL, com a aplicação de métodos inovadores para a compreensão das bases neuropsicofisiológicas da tomada de decisão no comportamento do consumo.

Este estudo fundamenta empiricamente como o descritivo de um produto vegetariano pode influenciar a sua aceitação e consumo, com o uso de Eyetracking, em que foi usado o novo McVeggie da Mcdonalds como estímulo.

A amostra deste estudo teve por base a participação de 32 sujeitos com idades compreendidas entre 18 e 24 anos e com uma média de idades de 21 anos. A tarefa experimental era constituída por três imagens do hambúrguer vegetariano McVeggie da McDonald’s exatamente iguais, antecedidas por uma cruz de fixação (500 ms), onde foi manipulado o descritivo do hambúrguer. Uma das imagens tinha como descritivo “Suculento Sabor”, outro “Qualidade de vida” e o último “Longevidade Saudável”. Cada imagem foi mostrada durante 15 segundos, seguidos de uma ação comportamental sobre quão atrativo era o hambúrguer. Enquanto executavam a tarefa, foram registados os movimentos oculares com o auxílio de eyetracking.

Os resultados demonstraram que existiram diferenças significativas de atratividade entre as três imagens. O descritivo “Suculento Sabor” levou a que os participantes considerassem o hambúrguer mais atrativo. Na analise de eyetracking, o número de fixações na região onde se encontravam os elementos constituintes do hambúrguer (“à base de quinoa”) foi maior para a imagem com o descritivo “Suculento Sabor”. Os participantes quando olharam para a imagem com este descritivo, também olharam mais para o hambúrguer e para a marca McVeggie. Assim, apesar de olharem mais para alguns dos indicadores que remetem para um produto saudável, a preferência recaiu no hambúrguer na imagem com o descrito “Suculento Sabor”.

Esta investigação alerta para a importância do descritivo de um produto alimentar alternativo, uma vez que a forma como este é comunicado pode ter impacto na sua aceitação e consequente consumo.

imprimir enviar a um amigo
tags
outras notícias