conteúdos
links
tags
Ensino e Formação
Primeiros exames decorrem em junho
Universidade de Aveiro cria centro de exames de língua francesa
Reitor da UA, Manuel António Assunção, e Max Baquian, diretor do Instituto Francês em Portugal, assinam acordo
A Universidade de Aveiro (UA) é a primeira universidade portuguesa a dispor de um centro de exames para a certificação oficial de conhecimentos de língua francesa. A instalação deste centro, que ficará sedeado no Departamento de Línguas e Culturas (DLC) da universidade aveirense, resulta de um protocolo de colaboração estabelecido entre a UA e o Instituto Francês de Portugal assinado a 6 de fevereiro na Reitoria.

O centro de exames de francês da UA será da responsabilidade de Maria Eugénia Pereira, professora do Departamento de Línguas e Culturas (DLC), que terá a seu cargo a coordenação de um grupo de docentes universitários de língua francesa desta universidade. Os docentes são titulares de habilitação específica, outorgada pelos ministérios da Educação Nacional e do Ensino Superior da República Francesa, através do Instituto Francês em Portugal.

Este centro possibilitará, a quem reside na região de Aveiro, um acesso mais cómodo aos exames destinados a obter o Diploma Elementar de Língua Francesa (DELF A1 - B2) e o Diploma Aprofundado de Língua Francesa (DALF C1 e C2).

Os diplomas DELF e DALF certificam os conhecimentos de língua francesa em mais de 170 países, sendo os únicos diplomas oficiais emitidos pelos ministérios da Educação Nacional e do Ensino Superior de França.

O Reitor da UA, ao comentar a assinatura do acordo, salientou a importância de, nomeadamente no acesso ao mercado de trabalho, os estudantes portugueses da UA dominarem outra língua para além do inglês. Manuel António Assunção referiu o pioneirismo da UA ao criar a licenciatura em Línguas e Relações Empresariais – hoje também área de mestrado - que permite adquirir conhecimentos em línguas europeias e não europeias, assim como a possibilidade que a UA dá aos seus alunos de frequentarem duas disciplinas gratuitamente, para além do plano curricular em que estão inscritos.

Max Baquian, diretor do Instituto Francês em Portugal, destacou a UA como a primeira universidade portuguesa a assinar este protocolo que permite tornar-se entidade competente para atribuição de DELF e DALF, competência que, até aqui, estava atribuída aos centros de línguas Alliance Française sem representação na região de Aveiro.

Os próximos exames decorrerão em junho, mas informações mais completas serão, em breve, disponibilizadas na página do DLC (https://www.ua.pt/dlc/).

imprimir
tags
outras notícias