conteúdos
links
tags
Investigação
Projeto do Centro de Estudos das Tecnologias e Ciências da Comunicação da UA
UA desenvolve aplicação para ajudar a escolher programas de TV
Márcio Reis, Pedro Almeida, Jorge Ferraz de Abreu e Bruno Teles, a equipa de investigadores que desenvolveu a aplicação do Social iTV
Um grupo de investigadores da Universidade de Aveiro (UA) desenvolveu uma aplicação que pretende ajudar os telespectadores a escolherem programas de televisão conforme o respetivo estado de espírito, companhia, género televisivo pretendido e tempo disponível. A aplicação foi desenvolvida pelo grupo Social iTVda Unidade de Investigação CETAC.MEDIA - Centro de Estudos das Tecnologias e Ciências da Comunicação da UA, no âmbito do projeto de investigação "TV Discovery & Enjoy".

O projeto financiado pela PT Inovação tem por objetivo, através de novas abordagens interativas, que os utilizadores de um serviço de TV pago possam fácil e rapidamente encontrar o programa televisivo que mais lhes convém num determinado contexto.

A aplicação resulta de um inquérito realizado online e que contou com as respostas de 550 pessoas. “Através das respostas obtidas conseguimos perceber como são os hábitos televisivos dos portugueses e os respetivos processos cognitivos na altura de escolherem um determinado programa televisivo”, explica Jorge Ferraz de Abreu, coordenador do projeto.

“Dentro dos critérios que foram identificados no questionário como os mais relevantes na hora das pessoas escolherem um programa de televisão apontamos o género televisivo, a companhia, o tempo que se tem disponível e o estado de espírito”, refere o investigador que, juntamente com o seu colega Pedro Almeida, é responsável pela equipa do grupo de investigação em Televisão Interativa - Social iTV.

Com os dados recolhidos, os investigadores desenvolveram um protótipo, composto por uma aplicação de televisão interativa e uma aplicação para tablet, que abrange todos os conteúdos do Meo, o operador de IPTV da Portugal Telecom, incluindo os programas das gravações dos últimos sete dias e do canal de vídeo-on-demand.

A aplicação apresenta ao telespectador os quatro critérios mais escolhidos e, como explica Jorge Ferraz de Abreu, “de forma simples e intuitiva a pessoa faz as suas escolhas com um número de cliques mínimo”. Como resultado das opções, como acrescenta Pedro Almeida, a aplicação oferece uma seleção de 10 a 15 conteúdos que, de um universo de mais de 10 mil conteúdos disponíveis, são os mais adequados àquele contexto.

O projeto ainda está em fase de protótipo. A aplicação vai ser testada durante o mês de abril por um grupo de telespectadores voluntários que irão avaliar a funcionalidade do projeto da UA-PT Inovação, que quer fazer do zapping um gesto do passado. 

imprimir
tags
outras notícias