conteúdos
links
tags
Investigação
Quase 20% das development grant e 14% de financiamento de projetos
UA com bom resultado nos concursos de investigador e de projetos FCT
11.1.2013
investigação em laboratório
A Universidade de Aveiro conseguiu 20 das 155, ou seja, 13 por cento, dos contratos de investigação financiados, em todo o país, no concurso “Investigador FCT”, e 14 por cento do montante total de financiamento de projetos, uma melhoria significativa em relação ao concurso passado. Os contemplados da UA no concurso “Investigador FCT” estão nas três categorias, “advanced grant”, “development grant” e “starting grant”, mas o maior número foi atingido na categoria “development grant” com quase 20 por cento do total nacional.

Recentemente foram conhecidos os resultados dos concursos “Investigador FCT”, concurso para atribuição de contratos de investigação que decorreu em novos moldes em 2012, e “Projetos de investigação científica e desenvolvimento tecnológico em todos os domínios científicos”, que funcionou também em moldes diferentes, de acordo com a nova estratégia definida pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT). No concurso de projetos destaca-se o aumento , em relação à edição do concurso em 2011, do montante de financiamento conseguido pela Universidade de Aveiro.

Quanto ao concurso “Investigador FCT”, a UA conseguiu 20 contratos de financiamento para investigadores, de um total nacional de 155, sendo um deles na categoria “advanced grant”, 14 “development grant” e 5 “starting grant”.

A “advanced grant” foi atribuída a Nikolay A. Pertsev que trabalhará num projeto europeu, nos próximos cinco anos, coordenado pelo investigador e “felow do IEEE”, Andrei Kholkin, no laboratório associado CICECO, Centro de Investigação em Materiais Cerâmicos e Compósitos da Universidade de Aveiro.

O Reitor da Universidade de Aveiro, Manuel António Assunção, considerou este “um resultado excecional”. “Sublinha a justeza da nossa aposta, desde a primeira hora, na investigação de qualidade como fator primordial no desenvolvimento das universidades; e que, neste momento de constrangimentos orçamentais, é decisivo no reforço da nossa capacidade de continuar a cumprir bem a nossa missão”, comenta o Reitor.

Por outro lado, estes números vêm na linha dos resultados alcançados pela UA nos rankings internacionais publicados nos últimos anos.

imprimir enviar a um amigo
tags
veja também
 
outras notícias