conteúdos
links
tags

Dois novos membros na Equipa Reitoral: Filipe Teles e Marlene Amorim

Reitor toma posse com UA 2020 no horizonte e ambição de maior competitividade

Uma espécie de “UA 2020” no aproveitamento dos fundos comunitários; o reforço das alianças estratégicas com as outras universidades e da internacionalização; uma UA como referência na formação bilingue ao nível da pós-graduação. Estas são algumas ideias avançadas pelo Reitor da UA, durante a tomada de posse para o segundo mandato, que traduzem a vontade em reforçar a competitividade da instituição e de a tornar ainda mais útil à sociedade. Na sessão, também marcada por apelos ao reforço da autonomia universitária, tomou posse a nova Equipa Reitoral, onde pontificam dois novos membros.

Coorganizado pelo Programa Doutoral em Estudos Culturais da UA

Ciclo de Cinema comemora o 25 de Abril

“A Liberdade que Temos”, é o título de um ciclo de cinema de curtas metragens sobre o Estado Novo, colonialismos e lusofonias que pretende comemorar os 40 anos do 25 de abril e que decorre nos dias 25, 26 e 27 de abril, às 16h00, no auditório do Museu de Aveiro, numa organização conjunta com o Programa Doutoral em Estudos Culturais Universidade de Aveiro/Universidade do Minho e com o Cineclube de Avanca e com o apoio das associações Mon na Mon e Parceiros da Amizade.

Exposição na Biblioteca

40 anos de 25 de abril nas coleções da UA

Para assinalar os 40 anos da revolução de abril, o núcleo museológico da Universidade de Aveiro organizou uma exposição utilizando alguns dos documentos alusivos à efeméride, que fazem parte das coleções da Universidade. Cartazes, gravuras, jornais e livros retratam alguns dos momentos marcantes do antes, durante e do pós “revolução dos cravos” que muito mudou Portugal. Esta pequena mostra de documentos das coleções da UA estará disponível para visita, na Sala de Exposições Hélène de Beauvoir da Biblioteca, de segunda a sábado, das 9h00 às 18h00, de 23 de abril até 16 de maio de 2014.

De 3 a 30 de abril

Exposição “Livros proibidos pela Censura" na Livraria da Universidade de Aveiro

Alguém se lembra como era dantes? A censura em Portugal, durante 48 anos, proibiu a publicação de livros, mutilou os que autorizava a circular, perseguiu e prendeu os seus autores. Das cerca de 3300 obras censuradas e proibidas de circular pelo Exame Prévio ou pela Comissão de Censura entre 1926 e 1974, a Livraria da Universidade de Aveiro (UA) apresenta em exposição cerca de 100 títulos que hoje circulam livremente, mas outrora foram censurados e os seus autores perseguidos. A mostra, intitulada “Livros proibidos pela Censura", pode ser vista de 3 a 30 de abril no átrio da Livraria da UA.

Nuno Rosmaninho, professor do Departamento de Línguas e Culturas da UA

Nacionalismo artístico no Estado Novo e agora

Os 40 anos do 25 de abril de 1974 motivam o texto de opinião de Nuno Rosmaninho, professor do Departamento de Línguas e Culturas da Universidade de Aveiro sobre nacionalismo artístico no Estado Novo e agora. "O Estado Novo entendeu a identidade artística como um conjunto de atributos de evidente feição ideológica." Atualmente, "ninguém pode dizer que o nacionalismo artístico acabou. E ninguém pode supor que ele está a começar", escreve o investigador.
+ notícias
esta semana
Abertas as inscrições para a Bolsa de Mérito Social
27 ago › 31 jul › Serviços de Ação Social
Webrádio DeCA_WebEx de novo com emissões
19 mar › 18:00 › 30 abr › UA
Ciclo de Workshops "Bem estar emocional, bem estar ocupacional"
26 mar › 4 jun › UA: Auditório da Livraria
Exposição “Livros proibidos pela Censura"
3 abr › 09:00 › 30 abr › 18:00 › UA: átrio da Livraria
Mesa redonda: “Aquacultura em Portugal – constrangimentos e oportunidades”
24 abr › 18:00 › 20:00 › Fábrica Centro Ciência Viva de Aveiro
Exposição "40 anos de 25 de abril nas coleções da UA"
23 abr › 09:00 › 16 mai › 18:00 › UA: Biblioteca, Sala de Exposições Hélène de Beauvoir
Feira de livros em saldos
23 abr › 09:00 › 6 mai › 18:00 › UA: átrio da Livraria
dossier